Reunião nacional do PRT reforça papel do programa para a retomada do turismo

Especialistas do setor participaram do encontro e ressaltaram a importância dos representantes do programa para o desenvolvimento turístico 

O Ministério do Turismo realizou, nesta terça-feira (26.05), a I Reunião Nacional dos Interlocutores Estaduais do Programa de Regionalização do Turismo (PRT) de 2020. O encontro virtual teve o objetivo de reforçar o entendimento sobre a importância das Instâncias de Governança Regionais (IGRs), principalmente em meio à pandemia do novo coronavírus, e contou com a participação dos representantes do PRT nas 27 Unidades da Federação. 

O secretário nacional substituto de Estruturação do Turismo, Hercy Filho, destacou a necessidade de se realizar encontros periódicos do PRT junto às IGRs.  Os especialistas em Turismo Mário Beni e Ivane Fávero foram convidados para falar sobre o tema durante a reunião. Beni fez um panorama da história da Regionalização e destacou a relevância dos interlocutores estaduais. “É muito importante conhecer o passado e usá-lo como instrumento para criar um futuro ainda melhor. Os interlocutores têm a importante responsabilidade de levar as diretrizes e os eixos estruturantes da Regionalização até a ponta, onde acontece o turismo de fato”, comentou. 

Para Ivane Fávero, em um país continental como o Brasil, a comunicação entre as instâncias federal, estaduais e municipais é indispensável para se criar um turismo forte e alinhado com políticas públicas. “O MTur vem realizando um papel vital para aproximar os estados, municípios e regiões turísticas das políticas nacionais. Os interlocutores são a teia que nos une ao MTur”, apontou. 

Já a coordenadora-geral de Mapeamento e Gestão Territorial do MTur, Ana Carla Moura, defendeu uma comunicação próxima com atores locais do PRT para garantir ações mais assertivas no desenvolvimento do turismo nacional.  “Temos que nos unir para planejar soluções efetivas que nos ajudem a sair dessa crise e desenvolver um turismo ainda mais forte e sólido no pós-pandemia”, concluiu. 

Fonte: Ministério do Turismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *