Turismo ganha Câmara Nacional de Arbitragem

A câmara nasce com o objetivo de solucionar, extrajudicialmente, controvérsias e litígios por meio de conciliação e arbitragem, agilizando as pendências entre partes divergentes. Para isso a CNA entra com a participação de árbitros experts nos Serviços de Eventos e Turismo, nas diversas atividades do mercado.

Os serviços de conciliação da Câmara de Arbitragem podem ser requeridos por qualquer empresa que atue em alguns dos segmentos.

“A decisão de instalar formal e legalmente a Câmara de Arbitragem na Academia Brasileira de Eventos e Turismo foi em decorrência de ser essa entidade a mais ‘neutra’ e com acadêmicos de reconhecimento nacional e internacional”, informa o site da recém-lançada iniciativa.

Vale lembrar que, juntos, os setores de Turismo e eventos somavam, até o final de 2020, mais de 77 milhões de processos sem resolução na justiça brasileira, 92% desses processos ainda estão estacionados na primeira estância da justiça.

Segundo a CNA EvTur, a média de resolução dessas pendências com conciliação é de 12%.

O presidente de honra do Conselho da CNA EvTur é o desembargador Joel Paulo Souza Geishofer.

Para conhecer melhor a Câmara e como acioná-la acesse o site da organização.

Fonte: Panrotas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *